instituto souza cruz - Programa Decola Jovem forma primeiras turmas

Home

Empreendedorismo que transforma

08/10/2019 - Andrea Guedes

formatura


*Com informações da Secretaria Municipal de Educação de Duque de Caxias

Relatos emocionantes de superação e determinação para alcançar um espaço no mercado de trabalho marcaram o encerramento do curso de empreendedorismo Decola Jovem , realizado sábado (28/10), na Biblioteca Municipal Leonel de Moura Brizola, no Centro de Duque de Caxias (RJ). Ao todo, 35 talentosos e visionários jovens eram só orgulho ao receberem o certificado de conclusão do curso. A adesão do Programa Decola Jovem, em Duque de Caxias, foi possível graças à parceria entre a Secretaria Municipal de Educação  e o Instituto Souza Cruz, que lançou o projeto, cuja metodologia é executada pela ONG Besouro Agência de Fomento Social. A iniciativa conta ainda com o apoio do Conselho Municipal de Juventude. Duas turmas foram realizadas no município: uma no Centro de Caxias, no Teatro Raul Cortez, e a outra na Escola Municipal Roberto Weguelin de Abreu, em Imbariê.

Para a secretária de Educação de Caxias, Cláudia Viana, foi uma parceria de sucesso e aprendizagem muito positiva. “Nós vibramos por cada etapa desse projeto, porque é lindo. Fala do nosso verdadeiro objetivo enquanto educadores, que é transformar vidas, fazer com que vocês vençam e realizem os sonhos. E eu gostaria de dar meus parabéns aos jovens porque empreender é um ato de coragem", ressaltou Cláudia.

Para Andrea Costa, especialista do Instituto Souza Cruz, o projeto traz para os centros urbanos o trabalho pioneiro do Instituto Souza Cruz realizado no campo: “A gente sempre acreditou no empreendedorismo da juventude. A gente acredita que os jovens são os agentes de transformação do futuro. Das cidades e comunidades rurais.”

Entusiasmados com os incentivos e o acolhimento recebidos, os participantes do Decola Jovem, cada um com sua história de vida peculiar, mostraram que querem ir longe. Durante o evento, eles ainda expuseram seus produtos, que haviam sido comprados pelo Instituto Souza Cruz para serem distribuídos aos convidados.

A jovem Lohanny Machado, de 23 anos, moradora do bairro Itatiaia, apresentou para o público seu empreendimento de pipocas gourmet, o Pipolovers Gourmet . Ela contou que teve de superar vários desafios até chegar ali. “Sou mãe de duas crianças e as crio sozinha. A ideia de montar meu próprio negócio surgiu quando eu decidi fazer uma festinha de aniversário para o meu filho, mas não tinha como pagar. Mas não desisti. Aprendi a fazer pipocas, bolos e doces; e não parei mais. Esse curso foi um divisor de água na minha vida, pois abriu a minha visão para administrar melhor o meu dinheiro. A parte administrativa estava fugindo do meu controle, mas agora tive a direção que eu precisava. Sou muito grata a essa equipe da Educação, que me abraçou com tanto carinho. Seremos a partir de agora uma família”, comemorou.

Outro exemplo de superação é o de Johnne Santos, de 33 anos, morador do bairro Pilar. Ele ficou desempregado e decidiu fazer cocadas para vender nos ônibus. “Fui à luta e aprendi a fazer assistindo vídeos na rede social, com a ajuda da minha mulher. No meio dessa crise, muita gente está se reinventando, como disse o deputado Aureo. Estou em busca da minha independência financeira e esse curso agregou muitos valores para mim. O meu objetivo é montar uma fábrica de cocadas. Eu vou conseguir, pois elas já fazem o maior sucesso”.

Já Tatiane Nunes decidiu vender sapatilhas para pagar o curso de Pedagogia. “Sou professora de escola particular e a venda desses calçados é para complementar a minha renda para pagar o meu estudo. O curso despertou o meu potencial e me mostrou que temos que ter sempre planejamento e cautela”.

O aluno da Escola Municipal Roberto Weguelin de Abreu, em Imbariê, João Carlos Coelho, não continha a emoção. “Trabalho com a venda de lanches aos finais de semana, e o curso abriu me apresentou várias ideias. O meu maior sonho é ser professor e ter a minha própria escola. Tenho um grande amor pela educação e vou me esforçar para conseguir chegar lá.

A partir desta semana, será promovido o Circuito Decola Jovem para que os participantes possam comercializar seus produtos e serviços para gerar renda pessoal. Eles também farão parte de um curso ministrado por representantes da Feira da Economia Solidária, e serão credenciados para atuarem na área, de acordo com a demanda.

“O nosso desafio agora é conseguir com que eles alcem voos solos. Ninguém vai soltar a mão de ninguém. É impossível passar pelo Decola sem sentir que está criando asas. A gente se envolve com as histórias desses jovens e descobre o quanto é importante investir no talento deles”, acrescentou a assessora institucional da SME, Daniele Barros.

+ Av. República do Chile, 330, Centro - Rio de Janeiro - RJ CEP: 20031-170
Tel: 21.3849.9619 | institutosouzacruz@institutosouzacruz.org.br
Instituto Souza Cruz© 2011 - Todos os Direitos Reservados