instituto souza cruz - AGRICULTURA SUSTENTÁVEL

Home

Empreendedorismo que transforma

Sob o ponto de vista agroecológico, é aquela que, tendo como base a compreensão holística dos agroecossistemas, seja capaz de atender, de maneira integrada, aos seguintes critérios: a) baixa dependência de insumos comerciais; b) uso de recursos renováveis localmente acessíveis; c) utilização dos impactos benéficos ou benignos do meio ambiente local; d) aceitação e/ou tolerância das condições locais, antes que a dependência da intensa alteração ou tentativa de controle sobre o meio ambiente; e) manutenção em longo prazo da capacidade produtiva; f) preservação da diversidade biológica e cultural; g) utilização do conhecimento e da cultura da população local; e h) produção de mercadorias para o consumo interno e para a exportação.


GLIESSMAN, S. R. Quantifyng the agroecological component of sustainable agriculture: a goal. In: GLIESSMAN, S. R. (Ed.). Agroecology: researching the ecological basis for sustainable agriculture. New York: Springer-Verlag, 1990. P.366-399.


Considera-se que uma agricultura é “sustentável” quando incorpora processos biológicos, minimiza o uso de inputs externos não renováveis, encoraja a plena participação de produtores e consumidores na resolução e inovação de problemas, garante um acesso mais eqüitativo aos direitos, faz pleno uso do conhecimento local, diversifica o sistema de produção e incrementa a autoconfiança entre os agricultores.


GUIJT, W.J. Policies that work for sustainable agriculture and regenerating rural economies: some methodological considerations. London: IIED, 1996. 37p.



A sustentabilidade da agricultura e dos recursos naturais refere-se ao uso dos recursos biofísicos, econômicos e sociais segundo a sua capacidade, em um espaço geográfico, para, mediante tecnologias biofísicas, econômicas, sociais e institucionais, obter bens e serviços, diretos e indiretos da agricultura e dos recursos naturais, para satisfazer as necessidades das gerações presente e futura.

IICA, 1992



A agricultura sustentável é um modelo de organização social e econômica baseado em uma visão participativa e eqüitativa do desenvolvimento, que reconhece o ambiente e os recursos naturais como os fundamentos (base e limite) da atividade econômica. A agricultura é sustentável quando é ecologicamente adequada, economicamente viável, socialmente justa, culturalmente apropriada e se funda em um enfoque científico holístico. A agricultura sustentável preserva a biodiversidade, mantém a fertilidade dos solos e a pureza da água, mantém e melhora as características físicas, químicas, biológicas do solo, recicla os recursos naturais e conserva energia. A agricultura sustentável utiliza recursos renováveis disponíveis a nível local, tecnologias apropriadas e acessíveis e minimiza o uso de recursos externos e custosos, incrementando, portanto, a independência e auto-suficiência locais e assegurando, ao mesmo tempo, fontes de renda estáveis para os camponeses, pequenos produtores rurais e integra os seres humanos ao meio ambiente.

RIBEIRO, S. Elementos para uma elaboração sobre o papel das ONGs na agricultura sustentável. In: ALMEIDA, J., NAVARRO, Z. Reconstruindo a agricultura: idéias e ideais na perspectiva do desenvolvimento rural sustentável. Porto Alegre: UFRGS, 1997. 323p. Pp. 19-29.

+ Av. República do Chile, 330, Centro - Rio de Janeiro - RJ CEP: 20031-170
Tel: 21.3849.9619 | institutosouzacruz@institutosouzacruz.org.br
Instituto Souza Cruz© 2011 - Todos os Direitos Reservados