instituto souza cruz - Meu rural

Home

Empreendedorismo que transforma

12/11/2012 - Andrea Guedes

PEJR
O cerarense Marquinhos Rocha e a catarinense Eliziane Lima apresentam seus projetos de empreendedorismo

No dia 7 de dezembro, 129 jovens que participaram do Programa Empreendedorismo do Jovem Rural (PEJR) , do Instituto Souza Cruz, celebraram a formatura, realizada em todos os estados onde a formação é implantada: Ceará, Bahia, Santa Catarina e Paraná.

Na região Sul, com a parceria do Centro de Desenvolvimento do Jovem Rural (Cedejor) , 71 jovens receberam o título de Agente de Desenvolvimento Rural (ADR) nos núcleos Centro-Sul do Paraná, Caminhos do Tibagi (PR) e Encostas da Serra Geral (SC).

“Não há como explicar muito bem as coisas que passamos juntos nas semanas de alternância, os valores que aprendemos, tanto profissionais como pessoais. Então, só posso dizer que sou uma pessoa que tem uma visão de mundo muito diferente da visão que tinha antes. Sinto um enorme orgulho de estar me tornando uma Agente de Desenvolvimento Rural”, relatou a catarinense Eliziane Souza Lima.

No Ceará, 30 rapazes e moças concluíram a formação no programa com a parceria da Agência de Desenvolvimento Econômico Local (Adel) . No estado, o PEJR foi implantado no território do Médio-Curu. Já na Bahia, em aliança com o Movimento de Organização Comunitária (MOC) , 28 jovens da região do Sisal tornaram-se ADRs.

“Decidi por um projeto não- agrícola na área de comércio, pois foi o que vislumbrei através de estudo e pesquisa de mercado. E, a partir disso, vi que seria inovador, pois estarei investindo em um negócio com o intuito de oferecer produtos de qualidade. Através de muito trabalho e dedicação chegarei ao sucesso, levando desenvolvimento, gerando renda para mim e minha família. É muito legal planejar, traçar metas, antes eu não fazia nada disso e hoje tenho um projeto de vida”, declarou a cearense Maria Adriana Duarte.

Formação
A formação no PEJR se dá através da Pedagogia da Alternância, promovendo uma educação integrada com teoria e prática, experiência e aprendizagem em tempos e espaços diferenciados e a participação das famílias.

Todos os formados passaram, ao longo do ano, por 15 sequências, alternando em uma sessão de uma semana no centro de formação, e uma sessão de duas semanas no meio vivencial (unidade familiar, na comunidade e no território). No total, são 30 sessões com uma carga horária de 1.800 horas.

No decorrer do programa, os jovens elaboram o Projeto do Jovem Empreendedor Rural (PJER) de acordo com sua vocação, sendo projetos agrícolas ou não-agrícolas, de geração de renda ou até mesmo sociais. Os projetos foram apresentados a bancas avaliadoras, integradas por autoridades públicas dos municípios, representantes de sindicatos, educadores, entre outros.

+ Av. República do Chile, 330, Centro - Rio de Janeiro - RJ CEP: 20031-170
Tel: 21.3849.9619 | institutosouzacruz@institutosouzacruz.org.br
Instituto Souza Cruz© 2011 - Todos os Direitos Reservados